Yosemite National Park
California, EUA
14 dias - jun/2015

Trilhas selvagens

Para realizar trilhas com pernoite na parte selvagem do parque, é necessária a obtenção de autorização prévia (permits) junto ao National Park Service (NPS). Os permits auxiliam o NPS no controle da quantidade de visitantes na parte selvagem do parque. A emissão de permits é baseada em trailheads. Um trailhead é um local onde se iniciam uma ou mais trilhas. Existem diversos trailheads espalhados por diferentes áreas do parque. Cada trailhead admite uma quantidade máxima de visitantes por dia. Destas vagas, 60% são reserváveis com antecedência e 40% são obtidas no próprio Parque, por ordem de chegada, no dia anterior ao início da trilha.

As reservas das trailheads começam a ser realizadas com seis meses de antecedência e, dependendo da trilha desejada, em pouco tempo (horas ou poucos dias), se esgotam. Nosso roteiro estava fortemente baseado nas trilhas que faríamos na parte selvagem do parque. Por este motivo, não arriscaríamos tentar obter permits apenas no dia anterior às nossas trilhas. Apesar de toda a eficiência do NPS, o método de reserva é bem retrógrado. Você pode escolher entre: fax, telefone ou correspondência. O método incentivado pelo NPS, e talvez o único mais razoável para nós brasileiros, é o fax.

Usando este método, é necessário fazer download de um formulário de solicitação de permit a partir do site do parque. Resumidamente, neste formulário você vai fornecer seus dados pessoais, um e-mail de contato, dados de cartão de crédito, número de pessoas no seu grupo, o nome e data da trilha que desejam fazer. Existindo vagas disponíveis, você consegue o permit. São cobrados cinco dólares por formulário aceito (permit deferido), mais cinco dólares por cada pessoa no grupo. Apesar de não ser possível enviar o formulário por e-mail, você receberá no endereço de e-mail fornecido, o resultado da sua solicitação.

Como nosso grupo não tinha um aparelho de fax para ajudar nesta tarefa, foi preciso apelar para serviços de fax online. Se tratam de sites em que você submete um documento, fornece o número de fax do destinatário e ele se responsabiliza por enviá-lo para você. Inicialmente, utilizei o serviço MyFax Free, que permite o envio de um fax gratuito, sem necessidade do cadastro de nenhuma informação de cartão de crédito. No entanto, com a necessidade de envio de mais faxes, me vi obrigado a contornar a limitação de apenas um fax. A segunda alternativa foi o serviço GotFreeFax. Este prometia ser completamente gratuito, sem limitações. No entanto, minha experiência de uso não foi boa. Tentei enviar o fax algumas vezes, ele retornava mensagem de falha no envio, enquanto que no MyFax Free sempre consegui sucesso na primeira tentativa.

Diante desta situação, me vi obrigado a cadastrar meus dados, inclusive de cartão de crédito, em algum outro serviço que fornecesse ao menos 30 dias gratuitos para avaliação. Assim, me cadastrei no e-Fax. A interface de uso não era tão boa quanto do MyFax, mas consegui enviar os formulários necessários. O lado negativo da experiência foi que, assim que cadastrei os dados do meu cartão de crédito, surgiu no meu extrato um lançamento de cerca de 27 dólares referente ao uso do serviço. Além disso, na interface do sistema não existe nenhuma funcionalidade para cancelar sua assinatura.

Precisei entrar em contato com o suporte americano (via chat) para explicar minha situação. O atendente me passou dois endereços de e-mail, para que eu resolvesse meu problema: customerservice@mail.efax.com e infobr@mail.efax.com. Após trocar alguns e-mails através deste último endereço, consegui que o estorno da cobrança indevida fosse realizado e o serviço fosse cancelado. Portanto, recomendo evitar a todo custo o uso de um serviço que exija o cadastramento de informações de cartão de crédito, em especial o e-Fax, que já se mostrou não confiável.

O site do Parque informa que dentro de um ou dois dias úteis você tem a resposta ao seu fax. Tivemos algumas respostas alguns minutos após a submissão do formulário, algumas várias horas depois. Quando você tem uma solicitação aceita, você recebe no e-mail de confirmação um número de permit (permit ID). Ao chegar no Parque, você precisará apresentar sua identificação e o número de permit para obter o permit propriamente dito, que é um documento impresso por um park ranger no Wilderness Center. Só este documento impresso garante o seu acesso e pernoite na área selvagem. Descobrimos que com o permit ID é possível também realizar alterações em permits já obtidos em faxes anteriores. Para isso, basta enviar um novo formulário informando o permit ID. Desta forma, é possível trocar uma trilha obtida anteriormente por outra, ou realizar trocas de datas, por exemplo.

Permit Pohono Trail
Permit May Lake
Frente e verso de um dos três permits que obtivemos para trilhas selvagens

Para conseguir os três permits que deram forma ao nosso roteiro no parque, foi necessário o envio de doze faxes. Tivemos várias solicitações negadas, fora os casos em que, para ajustar a logística, precisamos alterar permits obtidos anteriormente. Foram 17 dias na maratona de envio de faxes, desde o primeiro, até o último fax enviado. Não é uma tarefa fácil pois o roteiro que você havia imaginado inicialmente, pode não ser possível quando você não consegue o permit para um dos trechos necessários. E você só consegue saber se conseguiu os permits necessários a medida que a janela de reservas vai se abrindo, dia após dia. O processo fica bem mais difícil quando se planeja passar vários dias na parte selvagem, envolvendo mais de uma trailhead, como foi o nosso caso.

Recomendo o estudo e o planejamento do roteiro com bastante antecedência. É importante também pensar em planos alternativos caso os permits do roteiro original não sejam obtidos. O ideal é que na data de abertura das reservas a estratégia esteja bem desenhada e os faxes sejam enviados logo nas primeiras horas do dia da abertura.

Informações sobre os permits:

Informações sobre os trailheads:

Serviços de fax online:

Acampamentos

Existem algumas alternativas de hospedagem para quem visita o Yosemite, dentre elas, o Yosemite Lodge, a Curry Village e os acampamentos Pines. Durante a maior parte do ano, todas as alternativas requerem reservas com antecedência, em especial, na alta temporada. Falarei da nossa experiência com as reservas de acampamentos, que foi a nossa escolha para os pernoites no parque.

Quem é agraciado com permits de trilhas selvagens, automaticamente adquire o direito de realizar quantos pernoites quiser dentro da área selvagem do parque (sem nenhuma infraestrutura). Adicionalmente, ganha o direito de dormir uma noite antes do início da trilha, e uma noite no término da trilha, em um backpackers' campground. Existem pelo menos dois backpackers: um no Yosemite Valley (anexo ao acampamento North Pines) e um em Tuolumne Meadows. Estes acampamentos oferecem infraestrutura semelhante aos acampamentos Pines e são destinados exatamente para atender os montanhistas que estão prestes a começar ou terminando uma travessia na parte selvagem do parque.

No nosso plano inicial, gostaríamos de passar alguns dias acampados no Yosemite Valley fazendo trilhas curtas, iniciar uma longa trilha pela parte selvagem do parque e retornar ao Yosemite Valley para passar mais alguns dias. Para isso, precisaríamos de reservas nos acampamentos Pines para os nossos primeiros dias, e para os nosso últimos dias no Yosemite Valley. As reservas para estes acampamentos abrem em janelas de cerca de 4 meses de antecedência. Por exemplo: Para as datas de checkin entre 15/05 e 14/06, as reservas começam em 15/01. Para as datas de checkin entre 15/06 e 14/07, as reservas começam em 15/02. Para dificultar nossa vida, chegaríamos no parque dentro de uma janela e estaríamos retornando da trilha selvagem em outra janela, o que nos obrigou a fazer reservas de acampamento em dois momentos diferentes.

Conseguir uma vaga nos acampamentos Pines é mais difícil do que conseguir permits para a parte selvagem. Para os nossos dois primeiros dias de estadia (14, 15 e 16/06), as reservas do camping abriram no dia 15/01. No dia 13/01, criei minha conta no site www.recreation.gov, responsável pelas reservas. Para conseguir fazer meu cadastro, selecionei o país Brasil, deixei o campo de "estado" sem preenchimento e no número do telefone, coloquei apenas os 10 primeiros dígitos do meu telefone incluindo código de área internacional e municipal. Com a cadastro efetuado, fiquei navegando no site para aprender como passar pelas etapas necessárias para a reserva com agilidade.

Havia pesquisado anteriormente sobre as três principais áreas de camping no Yosemite Valley: North Pine, Upper Pines e Lower Pines. De acordo com as informações que tinha obtido, em termos de estrutura, todas as áreas seriam muito parecidas. Acabei escolhendo o Lower Pines como principal alvo na hora de conseguir uma vaga para nosso grupo. Isso porque, vi um relato de que o North Pines fica próximo de um estábulo e teria cheiro ruim. E o Upper Pines possui uma dump station para traillers, o que nós não precisaríamos e possivelmente aumentaria a concorrência naquela área.

Alguns minutos antes do horário de início das reservas, no dia 15, abri no browser as seguintes janelas: um relógio preciso sincronizado com o horário da Califórnia, quatro janelas com quatro campsites diferentes no Lower Pines, três janelas cada uma com a listagem de status dos campsites de cada uma das três áreas de campings. Mantive o relógio e as quatro janelas de campsite em primeiro plano. Um segundo antes do horário de início comecei a clicar nos botões "Book theses Dates" dos quatro campsites, tentando garantir que algum dos cliques alcançasse o servidor no horário mais próximo o possível da abertura das reservas. As quatro janelas responderam com a mensagem "Inventory is not available. Site cannot be booked.".

Imediatamente, parti para a página com a listagem dos campsites do Lower Pines e cliquei em atualizar. Algumas poucas unidades apareceram em azul, cliquei na mais próxima do mouse e em seguida no botão "Book theses Dates". Consegui segurar o campsite 005. Daí em diante foi apenas preencher os dados de pagamento com calma. No próprio dia 15 recebi um e-mail confirmando minha reserva e, mais tarde, uma entrada identificada como RECREATION.GOV apareceu no extrato do meu cartão de crédito, referente também ao dia 15, no valor de 60 USD (20 dólares por diária).

Considero que tive muita sorte para conseguir garantir esta reserva. Foi impressionante como em questão de poucos segundos não havia mais nenhum campsite disponível. Outro ponto importante para se observar, é que as janelas de datas de reserva se referem à sua data de chegada no camping. Se sua estadia se estende para fora da janela, não tem problema, você pode reservar todos os dias contíguos. No nosso caso, por exemplo, queríamos reservar os dias 14, 15 e 16 de junho. Nossa janela foi a referente ao período de 15 de maio até 14 de junho. Embora os dias 15 e 16 estejam fora da janela, conseguimos fazer a reserva sem problemas pois nossa chegada, dia 14, estava dentro da janela.

Para nosso segundo período de estadia, 24, 25, 26 e 27 de junho, foi preciso aguardar a janela de 15 de junho até 14 de julho, cujas reservas começam em 15 de fevereiro. Infelizmente, desta vez não tivemos tanta sorte. Das três noites para as quais precisávamos de reserva, conseguimos apenas uma: dia 24 de junho para 25. Persistimos na busca por uma vaga por uma hora e vinte minutos após o início da período de reserva sem sucesso. O pernoite conseguido, seria até dispensável pois, nesta data teríamos direito de realizar um pernoite no backpackers camping já que estaríamos retornando de uma trilha selvagem. De qualquer forma, achamos mais prudente não tentar cancelar esta reserva e manter conosco este recurso adicional.

Tínhamos ficado sem vagas no acampamentos para as noites dos dias 25 e 26. Fora os acampamentos Pines, existem algumas opções de acampamentos no parque com vagas obtidas por ordem de chegada (o Camp 4, por exemplo). Se formam longas filas de madrugada para conseguí-las na alta temporada. Mas não iríamos voar do Brasil para a Califórnia contando com essas vagas. Para contornar o problema, acrescentamos mais uma trilha selvagem no nosso roteiro: a Pohono Trail, nos dias 25 e 26. Assim, poderíamos dormir na mata no dia 25 e no Backpackers's Camp no dia 26. Com isso, estavam definidos nossos pernoites dentro do Yosemite.

Informações sobre a reserva de campsite no Parque:

Site onde são realizadas as reservas de campsites:

Blog com boas orientações sobre as reservas no Yosemite:

Galera discutindo no forum as doideras para clicar no botão às 7:00AM:

Site com o horário americano (lembrar de selecionar o Pacific Time):

Por: Ângelo Vimeney
Publicado em: 04/05/2016

Deixe seu comentário!


Acompanhe as novidades:




Gostou? Compartilhe!




Além dos relatos:


Cartas topográficas
Cartas topográficas
Originais disponíveis
para download!

Mais populares:


Yosemite
Yosemite
jun/2015
14 dias
Yellowstone
Yellowstone
set/2018
14 dias
Chapada Diamantina
Chapada Diamantina
Out/2015
6 dias
Chapada Diamantina
Chapada Diamantina
Abr/2017
6 dias
Torres del Paine
Torres del Paine
Fev/2012
6 dias
Alto Palácio x S. Alves
Alto Palácio x S. Alves
Abril/2019
3 dias